Buscar

Amaranthus (caruru): Saiba mais a respeito e entenda o problema


O gênero Amaranthus é composto por cerca de 60 espécies, popularmente conhecidas como caruru. No Brasil, há ocorrência de cerca de 10 espécies, as mais encontradas são: A. hybridus (caruru-roxo), A. deflexus (caruru-rasteiro), A. lividus (caruru-folha-de-cuia), A. retroflexus (caruru-gigante), A. spinosus (caruru-de-espinho) e A. viridis (caruru-de-mancha).

Algumas são consideradas plantas daninhas para a agricultura devido aos danos que podem causar em áreas de produção de hortaliças, soja, feijão, algodão, entre outras. São de difícil manejo pelo seu extenso período de germinação, elevada produção de sementes viáveis, longevidade das sementes no solo, rápido desenvolvimento e dificuldade de identificação a nível de espécie, ocasionando em grande competitividade com as culturas por luz, água e nutrientes.

Além disso, casos de resistência a herbicidas em cultivos nacionais, como também em outros países, atribui grande importância ao gênero, com destaque para A. palmeri e A. hybridus. Por isso a necessidade de adoção das boas práticas agrícolas e técnicas preconizadas de manejo de plantas daninhas resistentes aos herbicidas, para preservar as diferentes ferramentas para o manejo das plantas daninhas, colaborando para a sustentabilidade da agricultura brasileira.