top of page
Buscar

Variabilidade genética


Trapoeraba (Commelina communis)

Há diversos fatores envolvidos no sucesso evolutivo das plantas daninhas resistentes aos herbicidas, incluindo a variabilidade genética que está relacionada com o potencial evolutivo e adaptativo das espécies.


Os principais fatores genéticos envolvidos com a evolução da resistência de plantas daninhas a herbicidas incluem mutação, seleção, características da herança, tipo de fecundação e fluxo gênico.


A variabilidade genética pode ser explicada pelas mutações genéticas. Elas ocorrem ao acaso durante o processo de divisão celular. São “erros” que acontecem naturalmente resultando em alterações no DNA e na expressão do caráter gênico, atribuindo à prole a característica da resistência.


No nosso site você encontra diversos materiais sobre o manejo da resistência de plantas daninhas aos herbicidas. Confira!



Referência: CHRISTOFFOLETI P. J.; NICOLAI, M.; LÓPEZ-OVEJERO, R. F.; BORGATO, E. A.; NETTO, A. G.; MELO, M. S. C. Resistência de plantas daninhas a herbicidas: Termos e definições importantes. In: CHRISTOFFOLETI, P. J. & NICOLAI, M. Aspectos de resistência de plantas daninhas a herbicidas. 4ª ed. Piracicaba: ESALQ, 2016. p. 20-21.


Bình luận


bottom of page