Buscar

Falha de controle de plantas daninhas nem sempre significa resistência


As falhas de controle não são devidas apenas ao processo de seleção de plantas daninhas resistentes a herbicidas. Elas também podem estar relacionadas a:


1) Tecnologia de aplicação do herbicida

- Dose inadequada;

- Baixa cobertura do alvo ou incorporação insuficiente;

- Momento de aplicação inadequado (estádio da planta daninha);

- Necessidade do adjuvante;

- Excesso de poeira na folha ou água de baixa qualidade usada na calda;

- Efeito de cobertura “guarda-chuva” nas aplicações em pós-emergência;

- Antagonismo entre dois ou mais herbicidas no tanque de pulverização; e outras causas.


2) Solo e/ou condições climáticas

- Umidade excessiva ou solo seco;

- Condições de preparo do solo no momento da aplicação;

- Adsorção dos herbicidas no solo e na matéria orgânica;

- Condições de estresse do vegetal, tais como frio, calor ou falta de água (hídrico);

- Período sem chuva após a aplicação para ativação do herbicida; e outras causas.


Portanto, é importante averiguar outras possíveis causas de controle inadequado antes de atribuir que uma planta daninha, que deveria ser controlada pelo herbicida, é resistente ao herbicida.


Saiba mais sobre o assunto em nosso site!